Buscar

Melhores práticas na Gestão de Spare Parts ou Peças Sobressalentes



Melhores práticas na gestão de peças sobressalentes ou spare parts

Um sistema preciso de gestão de Peças Sobressalentes permite que a área responsável seja pró-ativa. Além disso, podem economizar de 5 a 15% em custos de stock de peças de reposição. Aqui estão as práticas recomendadas de gestão de peças de reposição, para gerir o stock de peças com mais eficiência: Identifique todas as peças de reposição Certifique-se de que todas as peças necessárias para a manutenção do ativo estejam identificadas corretamente. Se, por exemplo, uma peça for necessária para uma grande revisão, pode haver vários itens comprados para uso único. Uma vez concluída a revisão do equipamento, pode haver peças não utilizadas que tenham uso futuro e devem ser inventariadas. Outros equipamentos da fábrica podem usar as mesmas peças. Portanto, em vez de armazenar essas peças sem nenhuma correlação com o ativo, os itens devem ser adicionados ao sistema de controle de estoque e colocados no inventário de peças no EAMS / CMMS. Classifique todas as peças sobressalentes Classifique as peças de reposição conforme a criticidade. Essa classificação apoiará o processo para definir um stock de segurança efetivo: tenha as peças certas, no momento certo, com o menor custo possível no valor mínimo de estoque. Utilizar e gerir a lista de materiais (BOM) Ter listas de materiais precisas apoiará a manutenção preventiva programada (PM) necessária em um determinado equipamento. Este processo permitirá a geração de uma ordem de serviço com a data agendada da MP. As listas técnicas farão a encomenda de peças e a colocação de ordens de serviço mais simples. Além disso, verifique se suas listas técnicas estão atualizadas, considerando o status e as modificações do ativo. Classifique todas as peças de reposição Classifique as peças de reposição conforme a criticidade. Essa classificação apoiará o processo para definir stock de segurança efetivo: tenha as peças certas, no momento certo, com o menor custo possível no valor mínimo de estoque. Utilizar e gerenciar a lista de materiais (BOM) Ter listas de materiais precisas apoiará a manutenção preventiva programada (PM) necessária em um determinado equipamento. Este processo permitirá a geração de uma ordem de serviço com a data agendada da MP. As listas técnicas farão a encomenda de peças e a colocação de ordens de serviço mais simples. Além disso, verifique se suas listas técnicas estão atualizadas, considerando o status e as modificações do ativo. Use a ordem de trabalho Todas as peças de reposição que foram usadas devem estar vinculadas a uma ordem de serviço. Para PM, as ordens de serviço solicitadas com antecedência podem ser retiradas e preparadas para retirada ou entregues ao departamento solicitante. Isso reduzirá o tempo de espera do departamento de manutenção no depósito de peças para que sua ordem de serviço seja atendida. As ordens de serviço precisam ser criadas para toda a emissão de peças para que o estoque permaneça preciso. Em caso de emergência, seria possível entender as informações históricas relacionadas às paragens para melhorar as peças em stock, quando isso for razoável. Acesso limitado ao stock do armazém de peças Limitar o acesso ao inventário do armazém de peças é obrigatório para manter a precisão do inventário. Adote uma política de que os stocks de peças estejam "fora dos limites" e que apenas os funcionários do departamento de peças tenham acesso, utilizando o acesso por crachá aos pontos de entrada e saída. Permitir que todos tenham acesso pode rapidamente tornar os inventários de peças imprecisos. Otimizar o armazém - Centralize e consolide as peças Ter todas as suas peças centralizadas (num ou + satélites) consolidadas pode tornar a segurança mais fácil, mas também torna esse recurso potencialmente grande mais fácil de controlar e manter a precisão do inventário. Use um sistema de controle de stock Ao utilizar a funcionalidade de armazém do seu ERP garanta a precisão e facilidade de gestão do armazém de peças. Isso deve estar vinculado ao EAMS / CMMS. A utilização dos códigos de barras e da funcionalidade de digitalização em conjunto com o sistema aumentará a eficiência dos processos de gestão no armazém de peças e a precisão do stock. Definir um local de stock para cada peça Assegure-se de que os locais de armazém sejam criados no menor detalhe, normalmente um local de posição e compartimento para cada SKU, permitido por seus sistemas. Implemente a contagem de ciclos para controle do stock A Contagem de ciclos é uma prática de auditoria de sistema de inventário periódica na qual diferentes porções de um inventário são contadas ou verificadas fisicamente em um cronograma contínuo, relacionado com a classificação ABC do inventário. Os pontos de interrupção de classe usuais aplicados são: A = 10% dos itens de linha, dá 65% do volume de negócios B = 20% dos itens de linha, dá 25% do volume de negócios C = 70% dos itens de linha, dá 10% do volume de negócios Cada parte é contada em uma frequência pré-definida para garantir a contagem de cada item pelo menos uma vez em um período contábil. Algumas variações sobre esses números são usuais, mas diferenças significativas podem indicar problemas com a política de manutenção de estoque Padronize Peças Sobressalentes Padronizar peças sobressalentes significa geralmente concordar que um determinado tipo / modelo de equipamento será usado e com isso as peças de reposição necessárias para cada instalação serão as mesmas. Isso é diferente da padronização em toda a indústria. Isso pode contribuir para melhorar o MTTR, as negociações com os Fornecedores de Peças e os stocks. Desenvolver Processos de Gestão de Peças Sobressalentes Certifique-se de que seus processos de gerenciamento de peças sobressalentes sejam desenvolvidos de acordo com as melhores práticas para garantir a sustentabilidade e uma base para formação Decida com base em dados precisos Use dados de qualidade para tomada de decisão: desenvolva seus relatórios e KPI's considerando os Processos de Gerenciamento de Peças Sobressalentes, para apoiar a melhoria e a base para o orçamento de manutenção de peças sobressalentes.


fonte: https://www.g3pconsulting.com/


A WGO ferramentaria é especializada na fabricação de Spare Parts ou Peças de Reposição ESPECIAS, FABRICA SOB DESENHO EM DIVERSOS MATERIAIS E COM TRATAMENTOS E REVESTIMENTOS DE ALTO DESEMPENHO.


O depto. de engenharia da WGO, recomenda que os desenhos das Spare Parts ou Peças de Sobressalentes sejam enviados com antecedência para avaliação e ou sugestão de melhoria de desempenho, assim como para orçamento da peça.


A WGO é uma FERRAMENTARIA de Alta Precisão!

Desde 1994


PRINCIPAIS PRODUTOS DA FERRAMENTARIA - WGO



  • Spare Parts” Nacionalização de Peças e Componentes

Alta Tecnologia ( Aços Sinterizados - Materiais Especiais - Tratamentos e Revestimentos Diferenciados)

  • Estampo Progressivo

Projeto - Construção e Try Out -


Manutenção

  • Machos e Matrizes para Estampo de Corte

Metal Duro - Aço - Tratamentos Especiais

  • Matrizes em Metal Duro para Repuxo

Metal Duro - Aço - Tratamentos Especiais

  • Molde de Injeção Termoplástico


(Peças Técnicas)

Projeto - Construção - Manutenção

  • Molde “Injection Stretch Blow Molding (Peças Técnicas)

Projeto - Construção - Manutenção

  • Postiços e Gavetas para Moldes

  • Dispositivos Automatizados

Fixação de Peças para Usinagem - Montagem de Componentes - Medição -

Teste de Estanqueidade - Especiais Sob Desenho

  • Ferramentas para Compactação

Metal Duro - Aço - Compostos Especiais - Fármacos - Plástico de Engenharia

  • Ferramentas Especiais de Alto Desempenho p/ Usinagem

(Torno CNC, Cabeçote Móvel, Monofuso, Multifuso e Tipo Suíço, Centro de

Usinagem e Centro de Furação e Rosqueamento)

Perfil Constante em Metal Duro Intercambiável - Brocas Especiais em Metal Duro

  • Equipamentos Automatizados

  • Bancadas para Teste

Estanqueidade - Componentes - Produtos

  • Desenvolvimento de Peças Técnicas

  • Cilindros para Laminação em Metal Duro


PRINCIPAIS SERVIÇOS DA FERRAMENTARIA - WGO



  • Ferramentaria de Manutenção

Manutenção e Modificação de Moldes e Estampos

  • Ferramentaria de Construção

  • Eletroerosão a Fio (Máquina Submersa)

  • Eletroerosão de Penetração CN (Orbital)

  • Retífica Óptica CNC (usinamos aços comuns, aços sinterizados e materiais

endurecidos com “DUREZA SUPERIOR À 64Rc”, capacidade para peças com

dimensões máximas de Ø300mm x 750mm comprimento)

  • Retífica Óptica

  • Retífica Cilíndrica



  • Retífica Plana

  • Usinagem em Centro de Usinagem

(03 Eixos e 04 Eixos)

  • Usinagem Convencional em Geral


PARA CONTRATAR FERRAMENTARIA DE CONSTRUÇÃO E OU FERRAMENTARIA DE MANUTENÇÃO:


WGO Ferramentaria de Alta Precisão

rua: Dr. Gabriel de Resende, 376 - Vila Invernada - 03350-005 - São Paulo - SP

PABX +5511 2965-4171 | WhatsApp +5511 97203-5417 | atendimento@wgo.ind.br | www.wgo.ind.br


CONTE CONOSCO!












31 visualizações